Fonte: Reprodução

Fonte: Reprodução

Ele não quer tomar banho, recusa-se a sair do balanço e rejeita o prato de comida. Pense duas vezes antes de se irritar com as incontáveis negações de seu filho. A fase do “não”, que começa por volta dos 18 meses e pode durar até os 4 anos, faz parte do desenvolvimento da personalidade. Entre 1 e 2 anos, seu filho também ouve muitos “nãos”. Provavelmente, você repete a palavra inúmeras vezes, para ensinar a ele o que não pode fazer, pegar ou mexer. Por isso, quando a criança dessa idade diz “não”, nem sempre é para desafiar o adulto. Pode estar apenas imitando-o.

Muita calma

De qualquer forma, contornar os impasses diários que os “nãos” podem provocar exige muita paciência dos pais. A conversa é a melhor saída, mesmo que nessa idade seu filho não compreenda tudo. O ideal é convencer a criança a mudar de ideia, com argumentos que ela possa entender. Ignorar seu desejo, para tentar impor um limite, só piora a situação. Os pais precisam ter calma, pois a negativa do filho pode ser apenas o jeito que ele encontrou de explicar alguma coisa.

Firmeza

Ser compreensiva com seu filho nem sempre significa ser flexível com as regras. O fato de passar pouco tempo com a criança faz com que alguns pais se sintam culpados. Assim, acabam deixando que o filho faça o que bem entender, Ela enfatiza que a recusa da criança sempre exige uma resposta dos pais: Favorável ou não, é a opinião do adulto que determina os limites. Quem dá as regras são os pais.

Seu filho mudou

Entre 1 e 2 anos, a criança começa a andar, falar, comer sozinha e muito mais. Com essa independência, o mundo fica mais atraente e também perigoso. Pais e mães diante de um desafio e tanto: ficar por perto e, ao mesmo tempo, manter a distância certa para estimular o filho a se soltar. E mais: aceitar que a criança, agora, questiona as decisões, quer testar sua própria força, saber até que ponto a deixam chegar. Dar limites ao seu filho é, por isso, essencial. É assim que ele se sente cuidado, seguro do amor dos pais e confiante para avançar.

Fonte: http://manualdamamae.com/texto/detalhes/fase-do-nao-como-lidar


sidebar